Arquivos da categoria: O mundo vai acabar e na Praça ninguém vai entrar

Forca, fim e inferioridade

Neto Medeiros No começo era o verbo. Ou o ouro. O ciclo dourado na terra do Eldorado. Vila Rica abarrotada de escravos, traficantes deles, coronéis, comerciantes, bosta de vaca, dinheiro, jacubas, mocotós e confabulações. Casarões germinados dão acesso uns aos

Forca, fim e inferioridade

Neto Medeiros No começo era o verbo. Ou o ouro. O ciclo dourado na terra do Eldorado. Vila Rica abarrotada de escravos, traficantes deles, coronéis, comerciantes, bosta de vaca, dinheiro, jacubas, mocotós e confabulações. Casarões germinados dão acesso uns aos

Forc(Ç)a, Ás de espadas e rachão

Neto Medeiros Não se sabe ao certo quando começou a repressão na Praça. Algumas dezenas de histórias permeiam o registro coletivo sobre o feriado. O aparato militar disponível em Ouro Preto na época do vinte e um remete mesmo aos

Forc(Ç)a, Ás de espadas e rachão

Neto Medeiros Não se sabe ao certo quando começou a repressão na Praça. Algumas dezenas de histórias permeiam o registro coletivo sobre o feriado. O aparato militar disponível em Ouro Preto na época do vinte e um remete mesmo aos

Liberdade Presa, Reflexão Musical

Neto Medeiros Ouro Preto abriga gente de todo o mundo. Além de seus paradoxos, que envolvem o novo e o velho, e de todo o seu cenário único, a cidade se relaciona com seus visitantes quase que diários, também por

Liberdade Presa, Reflexão Musical

Neto Medeiros Ouro Preto abriga gente de todo o mundo. Além de seus paradoxos, que envolvem o novo e o velho, e de todo o seu cenário único, a cidade se relaciona com seus visitantes quase que diários, também por

Ouro Preto sitiada: o 21 de abril dos outros

Neto Medeiros Imagine um lugar tomado por cercas. Cancelas pra todos os lados. Policiais, cães farejadores, fuzis, exercito, helicóptero. Vários agentes de segurança do Estado, empunhando metralhadoras e protegidos com coletes. Imaginou? Se você viajar demais, talvez este cenário tipicamente

Destacado / Um Comentário

Ouro Preto sitiada: o 21 de abril dos outros

Neto Medeiros Imagine um lugar tomado por cercas. Cancelas pra todos os lados. Policiais, cães farejadores, fuzis, exercito, helicóptero. Vários agentes de segurança do Estado, empunhando metralhadoras e protegidos com coletes. Imaginou? Se você viajar demais, talvez este cenário tipicamente

Destacado / Um Comentário

O mundo pode acabar, mas ninguém irá passar…

Neto Medeiros Há muito tempo Ouro Preto se destaca no cenário mundial. Além do Barroco, de seus casarões, de seu povo e de sua história, a cidade transcende as amarras do lugar comum, devido a todo seu conjunto de fatos,

O mundo pode acabar, mas ninguém irá passar…

Neto Medeiros Há muito tempo Ouro Preto se destaca no cenário mundial. Além do Barroco, de seus casarões, de seu povo e de sua história, a cidade transcende as amarras do lugar comum, devido a todo seu conjunto de fatos,