Opinião por trás da rede

Mariana Borba e Nathália Viegas

A opinião dos usuários em relação à segurança nas redes sociais é muito importante para a discussão sobre o tema. Posições diversas foram procuradas para mostrar o outro lado, de quem gosta e utiliza as redes como um dos maiores processos de comunicação da atualidade.

A estudante de Enfermagem, Janaína Machado, revelou em entrevista que não vê problema nessa exposição e até considera as redes sociais lugares seguros.

Nathália Viegas: Janaína, você faz uso de muitas redes sociais? Qual você mais usa?

Janaína Machado: Bom, eu faço uso de várias redes sociais durante todas as minhas atividades diárias. Mas as que estão em maior evidência são: o facebook, o meu e-mail e o portal da faculdade, onde entro no chat para dialogar com os acadêmicos de Enfermagem.

NV: E você compartilha ou posta muitas coisas no fecebook?

JM: Nossa, praticamente 24 horas estou atualizando minha página do facebook e acompanhando a dos meus amigos.

NV: Você vê a rede social como um local seguro?

JM: Vejo sim, apesar de não concordar com muitas coisas que são postadas nas redes sociais.

NV: Com o que você não concorda?

JM: Eu não acho interessante colocar fotos de crianças doentes e já cheguei a ver um corpo todo aberto sendo ironizado. Provocações, dentre outras coisas.

NV: E por que você mantem seu facebook atualizado 24h?

JM: Digamos que virou um vicio ficar conectado pelo celular, porque ultimamente trabalho muito. Estou sem muito tempo para o encontro social, então uso o facebook para manter contato com as pessoas.

NV: Mas você não acha que, sem querer, você pode acabar facilitando para que as pessoas se aproveitem de suas informações para agir de má fé?

JM: Com certeza, isso e muito comum de acontecer. Mas também procuro, ao postar no facebook por exemplo, ler e reler para evitar que minhas mensagens fiquem com duplo sentindo, para não dar margem para ninguém. Mas claro que existem pessoas que vão usar para “sacanear”.

Foto: Nathália Viegas

Ao contrário de Janaína, a graduanda em Engenharia Ambiental, Larissa Pantuza (foto), evita expor até informações básicas como a cidade natal. Para a estudante, as redes sociais vieram para aproximar as pessoas, porém não podem ser utilizadas como um diário.  Larissa ainda comenta sobre o quantidade de amizades nas redes sociais, ela acredita que possuir inúmeros amigos é uma forma de manter um certo status de popularidade.

A assistente social Cláudia Maria Nunes Martins de Barros, atuou três anos a frente da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cultura, Esporte, lazer e Turismo do município de Rio Piracicaba e alertou sobre os perigos que as redes podem oferecer àqueles que não agem com o bom senso.

É preciso ser responsável pelos próprios atos enquanto internauta, situações de perigo, embaraçosas, de qualquer tentativa para coagir estão situadas na rede e podem sim, subir na tela na forma de um inbox. É de responsabilidade do usuário a forma como essas informações aparecem, e o desdobrar delas. O facebook é uma oportunidade para que as pessoas acelerem a propagação de notícias, com direito a veracidade, mas é também alvo dos recursos mal utilizados, por isso, o bom senso ainda é o melhor remédio para se manter fora das situações que a internet pode submeter à ingenuidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: