Fim de profissões por desperdício

foto: Flavia Silva

Foto: Flávia Silva

Flávia Silva

Ainda falando sobre capitalismo, lembrado na última matéria, há pouco tempo, chegando na rua onde moro, deparei-me  com uma pilha de quase 30 aparelhos de televisão estragados, jogadas na rua, em frente à oficina de eletrônicos.

O fato me fez lembrar dos consertadores de “coisas”, que atualmente estão cada vez mais difíceis de achar. Hoje, com a maioria dos utensílios com uma vida útil muito reduzida, atualizando-se cada vez mais rápido e com o preço dos consertos elevados, comparados com com a vantagem de comprar um novo e mais moderno, muitas pessoas simplesmente descartam.

Como explica Daniel, funcionário da oficina Informática Pontual, muitas vezes os clientes levam os aparelhos de TV para conserto e não voltam para buscá-las, pois preferem comprar o equipamento novo. Então, os funcionários da oficina são instruídos a simplesmente descartá-los. Ele ainda disse que, infelizmente, isso está cada vez mais frequente, que nos últimos anos o número de clientes vem caindo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: