Superar obstáculos em busca de vencer desafios

Bruna Mattos e Mariana Mendes

Morador da cidade de Mariana, Antônio Claret (59), não é profissional. Pedala pelo prazer da prática esportiva. Há três anos ele busca uma melhor qualidade de vida por meio do esporte e optou pela bicicleta pois, além de lhe permitir uma interação com a natureza, para essa prática não existe um perfil corporal específico.

Quando começou a realizar essa atividade com maior frequência, sua preocupação foi a de procurar um especialista de saúde para que lhe fornecesse orientações e verificasse se ele estava bem para iniciar uma atividade física. Além disso, Antônio buscou entender o esporte melhor e, para isso, consultou pessoas que praticavam o ciclismo há mais tempo. Assim, entendeu que a geografia da região é acentuada, exigindo maior esforço físico. Mas, ao invés de transformar isso em um obstáculo, ele persistiu e acha até prazeroso poder superar esses desafios que o ciclismo lhe propõe.

Antônio explica serem impagáveis as conquistas que o ciclismo o tem permitido obter. Uma das histórias que mais o emociona foi quando pedalou ao lado de seu irmão, algo em torno de 250 Km, trajeto de Belo Horizonte até Diamantina. O desafio se deu pelas dificuldades na trilha. Quando chegou ao seu destino, além do orgulho por ter conseguido concluir o percurso, um de seus filhos lhe esperava para dizer o quanto estava feliz por seu pai ter tido aquela conquista.

Antônio tem se dedicado a circuitos com o objetivo de concluir o trajeto. Para este ano, planeja aumentar seus desafios. Para tanto, deseja participar de um número maior de corridas e treinar com o objetivo de conquistar posições melhores. Sua rotina de treinamento consiste em seguir percursos variados, três vezes por semana, mas a vontade de desafios maiores o tem levado a buscar profissionais para ajudar com o treinamento.

Aos que pensam em começar a pedalar, Toni alerta sobre a necessidade do uso de equipamentos de segurança. Ele mesmo já sofreu um acidente na descida da cachoeira das Andorinhas, em Ouro Preto. Quebrou a mão e, se não estivesse de capacete, provavelmente as consequências poderiam ter sido piores.

O quanto o esporte afeta o lado social, psicológico e da saúde é o que o estimula a não parar. Desde que começou a prática do ciclismo, o esporte têm lhe ajudado a conduzir melhor outras áreas em seu cotidiano. Além de se manter mais saudável, para ele tudo que é investido no esporte compensa, pois o retorno é prazeroso. Ele diz que esse investimento é muito melhor que gastar dinheiro com remédio.

Inspirou-se na história de Toni? Veja o vídeo sobre benefícios dessa prática esportiva e invista em uma vida mais ativa e saudável.

Anúncios

Um Comentário

  1. Pingback: Bicicleta como transporte em Mariana | Antes do fim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: